CATEGORIA : Desenvolvimento Social
Passeata contra o Trabalho Infantil

01/11/2019 às 10:17:00

A Infância costuma deixar nos adultos doces lembranças ; brincar de esconde-esconde, jogo de bola, bolinha de gude e bonecas. Da escola lembramos daquela professora inesquecível e dos amigos inseparáveis. Mas, infelizmente, isso não acontece com todos.

Milhares de pessoas se recordam dessa fase sagrada da vida com tristeza e desesperança. Neste período, tiveram a infância roubada, escondidas nas carvoarias, nos lixões, no trabalho duro da lavoura, no não menos duro trabalho doméstico e nas muitas formas de trabalho infantil ainda praticadas em nossa sociedade.

Você mesmo já deve ter visto, por várias vezes, crianças ou adolescentes, como  você, fazendo diferentes tipos de trabalho. Sem outras possibilidades, passam o tempo todo trabalhando, fazendo coisas que só adulto deveria fazer. 

Essa é uma situação que precisa ser mudada, pois meninos e meninas precisam estudar, brincar, se alimentar  dignamente e aprender a assumir responsabilidades somente ajudando nas tarefas de casa, realizando as lições da escola, aprendendo a ser solidário e , principalmente, devem ser cuidados para que possam ser crianças e adolescentes mais felizes.

A lei Brasileira é clara : É dever da Família, da sociedade e do estado assegurar todos os direitos das crianças es dos adolescentes, inclusive à educação, à saúde e ao lazer.

O trabalho é uma forma de educar e transmitir  conhecimentos, mas deve ser realizado na idade certa . Os conhecimentos necessários para o futuro da criança vêm da escola, do lazer, dos esportes e da família.

O trabalho Infantil é toda forma de trabalho exercido por crianças e adolescente, abaixo da idade mínima legal permitida para o trabalho.

O trabalho infantil, em geral é proibido por lei. Especificamente as formas mais nocivas ou cruéis de trabalho infantil não apenas são proibidas, mas constituem crime.

Diga não ao Trabalho Infantil, lugar de criança é na escola.

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Serro agradece a Secretaria de Educação, a Procuradoria Jurídica, a Secretaria de Administração, aos equipamento da Política de Assistência Social, à Polícia Militar, às escolas e à comunidade pela participação na Caminhada Contra o Trabalho Infantil.